O Uso das Triplicidades na Astrologia Tradicional

 

 


 

 

O motivo que me leva a escrever este esclarecimento sobre o uso das Triplicidades na Astrologia Tradicional deve-se ao facto de que muitos dos estudantes fazem um uso incorrecto da aplicação dos regentes das Triplicidades na Astrologia Natal e em outros ramos da Astrologia.
 

Antes de prosseguir nesta tentativa de esclarecer o uso das Triplicidades ou ‘Trigons’ vou mencionar as suas características.


“Uma vez ordenado o círculo Zodiacal por diferença e por propriedade, nós achamos dois grupos – um grupo diurno e um nocturno, do Sol e da Lua respectivamente…” [1]

 

Sobre a primeira Triplicidade, Carneiro – Leão – Sagitário [2]

 

“Carneiro, Leão, e Sagitário compõem a primeira triplicidade. Carneiro é um signo ígneo, quente e seco, e assim há um signo quente e seco. Leão, igualmente, é um signo quente e seco, e assim há dois signos quentes e secos. E Sagitário é um signo quente e seco, e deste modo os signos quentes e secos são triplicados. Assim há três signos que concordam em uma natureza. Esta triplicidade é chamada quente e seca porque cada um dos três signos é ígneo, quente, seco, masculino, oriental, diurno, colérico, e amargo em relação ao gosto. E esta triplicidade é chamada oriental; os seus regentes são de dia o Sol, e de noite Júpiter, Saturno compartilha [no domínio] tanto de dia como de noite.”

 

Sobre a segunda Triplicidade, Touro – Virgem – Capricórnio [3]

 

“Touro, Virgem, e Capricórnio compõem a segunda triplicidade porque cada um destes signos é térreo, frio e seco, feminino, nocturno, melancólico, do Sul, e intenso ou picante com respeito ao gosto. E esta triplicidade é chamada do Sul. Os seus regentes são de dia Vénus, a Lua à noite, e Marte que compartilha [no domínio] tanto de dia como de noite.”

 

Sobre a terceira Triplicidade, Gémeos – Balança – Aquário [4]

 

“Gémeos, Balança, e Aquário compõem a terceira triplicidade porque cada um destes signos é aéreo, quente e húmido, masculino, diurno, sanguíneo, ocidental, e doce com respeito ao gosto. E esta triplicidade é chamada ocidental; seus regentes são de dia Saturno, e Mercúrio de noite, e Júpiter que compartilha [no domínio] tanto de dia como de noite.”

 

Sobre a quarta Triplicidade, Caranguejo – Escorpião – Peixes [5]

 

“Caranguejo, Escorpião, e Peixes compõem a quarta triplicidade porque cada um destes signos é aquático, frio e húmido, feminino, nocturno, fleumático, e salgado com respeito ao gosto, no entanto alguns dizem insípido. E esta triplicidade é chamada do norte. Seus regentes são de dia Vénus, Marte de noite, e a Lua que compartilha [no domínio] tanto de dia como de noite.”

 
***
 

Para a Triplicidade do fogo: “…seus regentes de dia são o Sol, depois Júpiter, depois Saturno; seus regentes de noite são Júpiter, depois o Sol, depois Saturno.”  [6]
 

Para a Triplicidade da terra: “…seus regentes de dia são Vénus, depois a Lua, depois Marte; de noite, a Lua, depois a Vénus, depois Marte.” [7]
 

Para a Triplicidade do ar: “…seus regentes de dia são Saturno, depois Mercúrio, depois Júpiter; de noite Mercúrio, depois Saturno, depois Júpiter.” [8]
 

Para a Triplicidade da água: “…seus regentes são Vénus, depois Marte, depois a Lua; de noite Marte, depois a Vénus, depois a Lua.” [9]

 
***
 

Talvez, e esta é uma suposição minha, o uso incorrecto das Triplicidades se tenha enraizado nas nossas ‘crenças’ astrológicas devido (mas não só, obviamente) à enorme influência do grande astrólogo Inglês William Lilly quando no seu “Christian Astrology” escreveu,

“Triplicidade – Se estiver em qualquer dos signos que são atribuídos à sua triplicidade, são lhe dadas três dignidades; mas aqui há de ser-se muito cauteloso; como por exemplo: numa pergunta, natividade, ou semelhante, se se encontrar o Sol em Carneiro, e a pergunta, ou natividade ou o esquema levantado for nocturno, e se se examinar as fortalezas do Sol, ele terá quatro dignidades por estar na sua exaltação, o que acontece em todo o signo; mas não terá nenhuma dignidade por estar na sua triplicidade, pois durante a noite não é o Sol que rege a triplicidade do fogo, mas sim Júpiter, o qual, se tivesse estado no lugar do Sol, e durante a noite, teria recebido três dignidades; fazer assim com todos os planetas em geral, exceptuando Marte que rege a triplicidade da água de noite e de dia.” [10]

 
***
 

É comum a alguns estudantes de Astrologia Tradicional atribuir unicamente três dignidades ao regente da Triplicidade correspondente ao ‘Sect’ ao qual o nativo pertence, isto é, se o nativo nasceu de noite ou se nasceu de dia.

Um exemplo do que mencionei acima seria encontrar em uma natividade o Sol, Júpiter e Saturno no signo de Sagitário numa natividade nocturna, o que provavelmente sucederia nesta situação é que o estudante de Astrologia iria atribuir as três dignidades única e exclusivamente a Júpiter, uma vez que é Júpiter que rege a Triplicidade nocturna do fogo e não iria atribuir as outras três dignidades a cada um dos restantes regentes, nomeadamente, ao Sol e a Saturno como regente participante da Triplicidade do fogo.


***
 

Dorotheus de Sídon em seu livro “Carmen Astrologicum” também escreveu,

“…Quanto às triplicidades: Carneiro, Leão e Sagitário são uma triplicidade; Touro, Virgem e Capricórnio são uma triplicidade; Gémeos, Balança e Aquário são uma triplicidade; e Caranguejo, Escorpião e Peixes são uma triplicidade. Conhecer os regentes das triplicidades dos signos: os regentes da triplicidade de Carneiro de dia são o Sol, depois Júpiter, depois Saturno, de noite Júpiter, depois o Sol, depois Saturno; os regentes da triplicidade de Touro de dia são Vénus, depois a Lua, depois Marte, de noite a Lua, depois Vénus, depois Marte … os regentes da triplicidade de Gémeos de dia são Saturno, depois Mercúrio, depois Júpiter, de noite Mercúrio, depois Saturno, depois Júpiter; os regentes da triplicidade de Caranguejo de dia são Vénus, depois Marte, depois a Lua, de noite Marte, depois Vénus, depois a Lua. Afirmo que tudo o que é decidido ou indicado o é pelos regentes das triplicidades, e quanto a tudo o que são aflições e angústias que atingem as gentes do mundo e a totalidade dos homens, são os regentes das triplicidades quem o decide…” [11]

 
***
 

Podemos concluir que de todos os textos mencionados acima, nenhum, à excepção do de William Lilly nos fornece instruções para atribuir dignidades única e exclusivamente ao regente da triplicidade que esteja unicamente a reger o ‘Sect’ da natividade. Devido a um maior acesso aos ensinamentos de outros astrólogos da antiguidade, hoje, em Astrologia Tradicional atribui-se três dignidades a cada um dos regentes da Triplicidade, seja a natividade diurna ou nocturna.

Relembrando o exemplo acima, Sol, Júpiter e Saturno receberiam 3 dignidades cada por estarem na Triplicidade do fogo.
 

***
 

Os regentes das Triplicidades não se aplicam somente aos signos mas também às casas.

Os regentes das triplicidades também agem como significadores e fornecem-nos um útil manancial de ajuda para delinear uma natividade.

 

As Casas e as Triplicidades [12]

 

Casa 1 – "O primeiro regente da triplicidade do ‘Sect’ indica a vida e a natureza do nativo, os seus prazeres e desejos, o que gosta e desgosta, e o que ele obtém de bom e de mau no início da sua vida."

Casa 1 – "O segundo regente da triplicidade do ‘Sect’ indica vida, corpo, força e o meio da vida."

Casa 1 – "O regente da triplicidade participante indica o que os primeiros dois regentes do lugar significam e o fim da vida perto da morte."

 ***

Casa 2 – "O primeiro regente da triplicidade do ‘Sect’ concede bens no início da vida."

Casa 2 – "O segundo regente da triplicidade do ‘Sect’ concede bens no meio da vida."

Casa 2 – "O regente da triplicidade participante concede bens no fim da vida."

***

Casa 3 – "O primeiro regente da triplicidade do ‘Sect’ significa os irmãos mais velhos."

Casa 3 – "O segundo regente da triplicidade do ‘Sect’ significa os irmãos do meio."

Casa 3 – "O regente da triplicidade participante significa os irmãos mais novos, e as suas condições estão de acordo com a posição dos regentes."

***

Casa 4 – "O primeiro regente da triplicidade do ‘Sect’ significa os pais."

Casa 4 – "O segundo regente da triplicidade do ‘Sect’ significa países e terras."

Casa 4 – "O regente da triplicidade participante significa o final das coisas e prisões."

***

Casa 5 – "O primeiro regente da triplicidade do ‘Sect’ significa crianças e vida."

Casa 5 – "O segundo regente da triplicidade do ‘Sect’ significa prazeres."

Casa 5 – "O regente da triplicidade participante significa mensageiros."

***

Casa 6 – "O primeiro regente da triplicidade do ‘Sect’ significa doenças e a recuperação das aflições."

Casa 6 – "O segundo regente da triplicidade do ‘Sect’ significa escravos brancos e negros."

Casa 6 – "O regente da triplicidade participante significa o que se recebe dos escravos, a sua importância e as suas acções."

***

Casa 7 – "O primeiro regente da triplicidade do ‘Sect’ significa esposas."

Casa 7 – "O segundo regente da triplicidade do ‘Sect’ significa controvérsias."

Casa 7 – "O regente da triplicidade participante significa a entrada em negócios (contratos)."

***

Casa 8 – "O primeiro regente da triplicidade do ‘Sect’ significa morte."

Casa 8 – "O segundo regente da triplicidade do ‘Sect’ significa coisas antigas."

Casa 8 – "O regente da triplicidade participante significa heranças."

***

Casa 9 – "O primeiro regente da triplicidade do ‘Sect’ significa viagens e os seus objectivos."

Casa 9 – "O segundo regente da triplicidade do ‘Sect’ significa religião e práticas religiosas, a eminência que se obtém nelas e a forma que a eminência toma."

Casa 9 – "O regente da triplicidade participante é significador de ciência, visões, estrelas (astrologia) e presságios e verdade e falsidade nisto."

***

Casa 10 – "O primeiro regente da triplicidade do ‘Sect’ significa governadores, honra e altos níveis."

Casa 10 – "O segundo regente da triplicidade do ‘Sect’ significa fama e bravura (no acima mencionado)."

Casa 10 – "O regente da triplicidade participante significa estabilidade e continuidade."

***

Casa 11 – "O primeiro regente da triplicidade do ‘Sect’ significa esperança."

Casa 11 – "O segundo regente da triplicidade do ‘Sect’ significa amigos."

Casa 11 – "O regente da triplicidade participante significa a utilidade dos amigos."

***

Casa 12 – "O primeiro regente da triplicidade do ‘Sect’ significa inimigos."

Casa 12 – "O segundo regente da triplicidade do ‘Sect’ significa desgraça."

Casa 12 – "O regente da triplicidade participante significa montaria e animais domésticos."

 

Espero que a apresentação deste estudo venha elucidar e ajudar os estudantes desta Arte que tem por nome Astrologia Tradicional.



 




[1] “The Anthology” by Vettius Valens – translated by Robert H. Schmidt © Project Hindsight – Livro II, Capítulo 1

[2] “Liber Astronomiae” by Guido Bonatti – Translated by Robert Zoller and Robert Hand © Spica Publications 1998 – Capítulo XXXII, Página – 36

[3] Ibid

[4] Ibid

[5] Ibid

[6] “Al – Qabisi (Alcabitius): The Introduction to Astrology” – Charles Burnett, Keiji Yamamoto, Michio Yano © The Warburg Institute – Nino Aragone Editore 2004 – Capítulo 1, Página – 25, 27

[7] Ibid

[8] Ibid

[9] Ibid

[10] “Astrologia Cristã” por William Lilly – Tradução MCMM, QHP © Biblioteca Sadalsuud – Capítulo XVIII, Página – 102  

[11] “Carmen Astrologicum” por Dorotheus de Sídon – Tradução MCMM, QHP © Biblioteca Sadalsuud – Capítulo 1, Página – 2

[12] “Al – Qabisi (Alcabitius): The Introduction to Astrology” – Charles Burnett, Keiji Yamamoto, Michio Yano © The Warburg Institute – Nino Aragone Editore 2004 – Capítulo 1, Página – 51 a 55

 

 

Copyright © Paulo Alexandre Silva. Todos os direitos reservados.